Inspiração: Gigi Hadid

gigi-hadid-inspiracao

Se você acompanha um pouquinho do mundo das grandes marcas, você já viu, curtiu ou no mínimo ouviu falar da Gigi Hadid. Ela foi recentemente nomeada pela Vogue junto com a Kendall Jenner como uma das modelos da geração, por causa das marcas para as quais trabalhas, sua presença nas mídias sociais e sua história. Não é pouca coisa, né?

Se você, assim como eu, ficou curioso com a parte da “história”, a carreria de Gigi começou muito cedo, aos dois anos de idade, quando um olheiro da Guess a encontrou. Ela fez várias campanhas ainda bebê e criança, mas depois de um tempo resolveu dar uma pausa para se dedicar ao vôlei e a equitação. Com dezessete anos, ela resolveu voltar e desde então tem dado o que falar. Filha da ex-modelo Yolanda Foster e irmã da modelo Bella Hadid, ela já participou das campanhas da Guess, Seafolly e hoje é o principal rosto da Maybelline. No meio do furacão que é a vida dela, ainda estudou psicologia criminal em uma universidade de Nova York. Bacana, né?

gigi-hadid-instagram-number-of-followersgigi-hadid-desabafo

Por incrível que pareça, a Gigi recebe críticas constantemente por causa do seu corpo. Uns falam que ela está acima do peso, que não é bonita o bastante para desfilar, que não tem o “corpo”para ser modelo. Esse ano, ela desfilou na NYFW e PSFW, e no intervalo entre as duas semanas, ela postou o seguinte desabafo no Instagram:

“Muitas pessoas foram tão rápidas em dar suas opiniões negativas este mês. Sim, julgamento nas mídias sociais vêm de pessoas que, 99% do tempo, não têm a menor ideia sobre o que estão falando, mas eu sou humana, não vou mentir, eu deixei essa negatividade me atingir um pouco…Mas cheguei a conclusão de que quando chegamos a esse ponto, é importante repensar por que você está fazendo o que faz. Qual é sua mensagem. O que você tem a dizer. 

Não, não tenho o mesmo biótipo que as outras modelos. Não, não me acho a melhor de todas em desfile algum. Sim, quero ter um andar único, mas também sei que tenho que melhorar. Não, não sou nem a primeira nem a última modelo do meu tipo nesta indústria. Você pode criar todas as razões pelas quais você acha que estou onde estou, mas de verdade, trabalho duro e tenho confiança em mim mesma. Uma confiança que veio no momento em que a indústria da moda estava pronta para uma mudança. Só estou fazendo meu trabalho. Represento uma imagem de corpo que não era aceita na alta-moda antes, e tenho muita sorte de ser apoiada pelos estilistas, stylists e editores que me apóiam: aqueles que sabem que isso é moda, é arte, não pode nunca ficar estagnado. Estamos em 2015. Mas se você não é uma dessas pessoas, não desconte sua raiva em mim. Sim, eu tenho peitos, tenho barriga, tenho bunda, tenho coxas, mas não estou pedindo nenhum tratamento especial. Caibo nas peças de desfile. Seus comentários maldosos não me fazem querer mudar meu corpo, não me fazem querer dizer não aos estilistas que me chamam para desfilar e definitivamente eles não fazem com que esses estilistas não me queiram mais. Se eles me querem, eu desfilo. Se não me querem, não. Se não gosta, não me siga, não me assista, porque não vou a lugar algum. Se não tivesse o corpo que tenho, não teria a carreira que tenho. Amo que posso ser sexy. Tenho orgulho disso.

Eu já disse antes… Espero que todos cheguem ao ponto em suas vidas em que prefiram falar sobre coisas que os inspiram, no lugar de coisas que deixam os outros pra baixo. Pelo menos esteja aberto, se não parte desta mudança, porque ela inegavelmente está acontecendo. Feliz PFW xx G”.

gigi-hadid-victorias-secret-fashion-show

Meses depois ela foi escalada para fazer parte de um dos times de modelos mais desejados por qualquer marca, mostrando para o mundo que sim, ela definitivamente tem o corpo (e o mais importante: talento!) para ser modelo. Como todo mundo já deve ter visto, ela foi parte do desfile da Victoria’s Secret.

Por quê inspiração? A Gigi Hadid é só mais uma, dos vários casos que nos mostram que precisamos mudar os padrões de beleza não só na mídia, mas em nós mesmos. Falamos e criticamos tanto a indústria por isso, que acabamos esquecendo que nós mesmos temos esse padrão dentro da gente. Como a própria Gigi disse: ela não tem o biótipo que a maioria das modelos têm. Isso não a faz menos profissional, competente e esforçada que as outras. Não cabe a ninguém julgá-la por isso. E infelizmente, podemos julgar até inconscientemente qualquer pessoa que seja diferente em qualquer aspecto.

Cabe a nós olharmos para nós mesmos e tentarmos não ser tão críticos a respeito da condição (principalmente a aparência) do outro.

gigi-hadid-victorias-secret-fashion-show-2015

Links:
– Vídeo fofo da Gigi descobrindo que ia desfilar no VS Fashion Show
– Instagram
– Twitter

 

Anúncios

8 comentários sobre “Inspiração: Gigi Hadid

  1. Marina, acho que a Gigi Hadid, está se tornando uma inspiração para todas as pessoas que andavam acostumada com a passarela. Modelos em geral, são assim, mas tenho certo conceito que ela é diplomaticamente ousada quanto a seus looks, o que de alguma forma é muito bom. Dona de uma beleza, esbanja sua personalidade, e me identifico muito com ela. Acredito que a melhor combinação que ao certo, não me esqueço, é do total white, que aquela mania de usar tudo branco, e isso cabe para os tênis também!! 🙂

    Curtir

    1. Com certeza! E bom que ela pode ser uma inspiração tanto em termos de atitude quanto pra moda, né? Também me identifico muito com a personalidade dela, ela parece ser uma pessoa muito determinada!

      Curtir

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s