Palermo Soho: o Bairro Mais Incrível de Buenos Aires

O fato de que Palermo conseguiu me conquistar em menos de cinco minutos, já não é novidade para ninguém, mas entre as tantas “caras” da região, o tal do Palermo Soho conseguiu definitivamente ser o lugar mais legal que conheci em Buenos Aires.

bairro-palermo-soho-buenos-aires-argentina.jpgpalermo-soho-bairro-buenos-aires-argentinapalermo-soho-dicas-de-viagem-buenos-aires-argentinapalermo-soho-restaurantes-buenos-aires

O Palermo Soho é o bairro mais “moderninho” da cidade. Se você está procurando um lugar para andar no fim de tarde, ir em uma cafeteria tranquila, fazer mil e uma compras, tirar fotos ou simplesmente jantar em um restaurante legal, a região tem todas essas opções.

Para aproveitar ao máximo o bairro, o segredo é andar bastante. Sem rumo, sem ficar procurando lugares específicos em mapas. Você vai encontrar uma surpresa diferente em cada esquina, eu garanto. Foi assim que descobri as lojinhas e paredes mais legais do bairro!

Sim, você leu certo, paredes.

Buenos-Aires-Chicospalermo-soho-dicas-de-viagem-argentinaviagem-buenos-aires-palermo-soho-argentinabairro-palermo-soho-arte Continuar lendo

Anúncios

Pós Macri: Como ficou o câmbio em Buenos Aires?

Já não é novidade para ninguém que quando a Argentina elegeu seu novo presidente, Maurício Macri, várias coisas mudaram no país. Uma delas, afeta diretamente qualquer um que pense em conhecer Buenos Aires: o câmbio.

Durante muito anos, visitar a Argentina significava lidar com diversas cotações na hora de trocar dólares, reais, ou qualquer outra moeda. Com a abertura do câmbio, essa cultura está mudando. Hoje, já não vale muito a pena trocar suas notas nas Cuevas, as famosas casas de câmbio ilegais da calle Florida.

como-esta-o-cambio-em-buenos-aires.jpg

Mas então, qual o melhor lugar para trocar reais ou dólares em Buenos Aires?

Minha Experiência

Sabe aquela história de aprender na prática? Essa é a melhor definição para a minha saga com o câmbio em Buenos Aires.

Como vocês já estão cansados de saber, viajei para a capital portenha em fevereiro de 2016, quando o mandato do presidente Macri ainda era uma grande novidade. Na época, existiam pouquíssimos blogs contando sobre o nova política do câmbio e qual seria o novo meio ideal para um turista trocar seu dinheiro.

Resultado: Depois de uma longe pesquisa, percebi que, na época, o melhor a fazer era trocar uma parte no Banco Nación na chegada do aeroporto de Ezeiza, e no meio da viagem,  em alguma agência do mesmo banco pela cidade.

Bobagem a minha! Hehe. Na agência do Ezeiza, tudo correu como o esperado e de fato encontramos a melhor cotação da época. A grande saga começou quando tentamos trocar o restante do dinheiro em uma agência do Banco Nación na cidade.

Claro, deu errado. Depois de meio dia perdido procurando uma casa de câmbio ou uma agência que estivesse disposta a trocar nosso dinheiro por pesos, finalmente resolvemos ir ao Centro procurar uma das tradicionais casas de câmbio da calle Sarmiento – nesta rua, as corretoras são em sua maioria legalizadas! Não sei se foi o horário ou um grande azar, mas todas estavam fechadas. O único lugar que encontramos aberto não nos pareceu muito confiável (e nem seguro).

cambio-em-buenos-aires

Continuar lendo

El Rosedal: Para se apaixonar por Palermo

Quando comecei a montar o roteiro de Buenos Aires, um dos primeiros itens da lista era esse tal El Rosedal. Antes mesmo de conhecer, já estava apaixonada. Imagine só, um jardim com mais de 12 mil rosas! Procurei tantas fotos desse lugar, que até passou pela minha cabeça que quando finalmente o conhecesse, não ficaria impressionada. Bobagem a minha!

el-rosedal-buenos-aires-palermo-velho

El Rosedal faz parte do Parque Tres de Febrero, também conhecido como “Os Bosques de Palermo”. Além do jardim de rosas, os bosques também contam com Planetário Galileu Galilei, o Jardim Botânico e vários outros cantinhos que valem a pena conhecer. Essa é a região mais arborizada de Buenos Aires. Não é atoa que vários locais tiram um pedaço do dia para praticar esportes ou passear pela área. É simplesmente lindo!

bosques-de-palermo-botanico-rosedal-buenos-aires-argentina

bosques-de-palermo-botanico-rosedal-buenos-airesrosedal-buenos-airesel-rosedal-buenos-aires-argentina

Continuar lendo

5 coisas para fazer na Recoleta – Buenos Aires

A Recoleta é considerada um dos bairros mais bonitos da cidade. Sabe quando dizem que Buenos Aires é um pedacinho da Europa na América do Sul? Essa é exatamente a impressão que a região passa! E também não é à toa: antigamente somente as famílias mais ricas e tradicionais moravam por ali. Cada detalhe remete um pouco à Belle Époque. As ruas tranquilas, a arquitetura dos prédios, os cafés e jardins.. É tão lindo! Acredite, mesmo com tanto calor, eu só queria andar um pouco mais para conhecer todas as ruas da Recoleta.

cemiterio-da-recoletao-que-fazer-no-bairro-recoleta-argentinacinco-coisas-para-fazer-na-recoletacinco-coisas-para-fazer-no-bairro--recoleta

Como a Recoleta foi o primeiro bairro que conhecemos em Buenos Aires, acabei escolhendo-o para abrir essa série de posts da cidade. Vamos ao que interessa!

 1. Floralis Generica

A Floralis Generica é uma flor de aço gigantesca que promete abrir e fechar suas pétalas de acordo com a luz do sol, como uma flor de verdade. Ela fica no centro da praça das Nações Unidas, sobre uma fonte d’água que reflete a estrutura prateada. Confesso que não estava muito animada com esse monumento, mas fiquei impressionada quando o vi! Não é atoa que a Floralis é um dos novos cartões postais de Buenos Aires.

floralis-generica

Continuar lendo

Buenos Aires, chicos!

Quem me segue no Instagram, viu que passei alguns dias em Buenos Aires no início do ano. Foi uma viagem cheia de novas experiências, digamos assim. Foi a primeira vez que fui à Argentina, que me hospedei pelo Airbnb, que tive que planejar e programar a questão do tempo, dinheiro, o que fazer e quando fazer, e por aí vai..

Buenos-Aires-Chicos-CadeadosBuenos-Aires-Chicos-PalermoBuenos-Aires-Chicos-AllBuenos-Aires-Chicos-RosedalBuenos-Aires-ChicosBuenos-Aires-Chicos-Arq

A maioria das pessoas visita Buenos Aires no inverno, mas acabamos optando pelo verão pela nossa disponibilidade de datas. Podíamos ter ido para outros lugares, mas queríamos muito conhecer um pouco da Argentina. Confesso que no início fiquei um pouco chateada (amo frio!), mas acabou que foi uma surpresa e tanto. O calor é de matar? É sim. Mas a cidade fica mais viva, as cores mais bonitas e as pessoas mais animadas. Bom, é o que os argentinos disseram. 😉 Continuar lendo

Conhecendo o Teatro Solís

Confesso que o Teatro Solís não estava na minha lista de prioridades em Montevideo. Não sei o porquê desse pouco caso sem sentido. Só sei que fico muito feliz por meu pai ter insistido bastante para o conhecermos.

A sensação de andar pelo Teatro Solís é a de literalmente voltar no tempo. O piso de mármore, os lustres gigantescos, as pinturas nos tetos, os tecidos das cortinas..
Todos os detalhes são ricos em história e cultura.

photodiary-montevideo-15photodiary-montevideo-12photodiary-montevideo-11photodiary-montevideo-14

Continuar lendo

Descobrindo a Cidade Velha em Montevideo

A ideia era fazer um photo diary, mas é muito difícil rever todas essas fotos e não falar um pouquinho sobre esse lugar maravilhoso. Tradicionalmente chamada de Ciudad Vieja, essa região é o bairro mais antigo de Montevideo. Ele começou a ser construído em 1742!
Sinceramente? É apaixonante. O ideal é andar, e andar muito! Só assim pode-se descobrir cada esquina e cada cantinho desse bairro riquíssimo em história e cultura. A sensação é de praticamente voltar àquela época e ainda assim, ver um pouco da cultura “atual” do Uruguai.

Espero que as fotos façam jus a riqueza do lugar.

photodiary-montevideo-07photodiary-montevideo-08photodiary-montevideo-06photodiary-montevideo-24photodiary-montevideo-23photodiary-montevideo-22photodiary-montevideo-05photodiary-montevideo-04 Continuar lendo