Conhecendo uma das principais cidades da Patagônia Argentina, Ushuaia.

Processed with VSCO with e5 preset

Sempre tive o sonho de conhecer a Patagônia, mas me parecia um lugar muito remoto. Tanto pela distância em si (são quase 4 mil km de São Paulo e pelo menos 10 horas de viagem), mas também pelas características do destino – o frio intenso, o planejamento, a dificuldade de acesso, etc.

Depois de muito namorar os roteiros, a viagem foi ficando cada vez mais real. Como qualquer outro destino, a Patagônia requer bastante planejamento, mas nada que a torne inalcançável como imaginei. Então, propus a ideia para minha família, que apesar de ter estranhado um pouco no início (o pessoal aqui não gosta de frio), topou.

E assim começou nossa aventura na Terra do Fogo.

Processed with VSCO with e5 preset

Como chegar em Ushuaia?

Dia 19 de Dezembro, embarcamos pra Ushuaia, na Argentina.

Foram 4h de São Paulo até Buenos Aires e mais 3h até o nosso destino final. Apesar de longa, a viagem foi bem tranquila. Se você é como eu e não consegue dormir em aviões (já comentei que tenho medo?), a janela traz paisagens lindas, principalmente na chegada em Ushuaia. Desembarcamos com um dia de sol e bastante vento, em plena dez horas da noite.

Apesar do acesso como turista ser relativamente tranquilo, a capital da Terra do Fogo é uma cidade bem isolada na Argentina.

Existe uma única estrada que a liga ao resto do país (a Ruta Nacional 3) e a primeira cidade está a 211 km de distância – Rio Grande.

Processed with VSCO with e5 preset

Esses dois lugares ficam depois do Chile, de modo que toda a entrega de mercadorias que abastece a região precisa passar pela fiscalização chilena – Imagina a dificuldade de fazer uma entrega? Além disso, algumas coisas chegam pelo porto de Ushuaia, apesar de terem nos contado que são poucas as mercadorias recebidas via navios.

Por fim, como comentei, a cidade também tem um pequeno (porém bonito) aeroporto. São cinco ou seis portões de embarque e poucas companhias aéreas operam ali. A maior parte dos vôos são de Buenos Aires ou El Calafate e estão sempre cheios de turistas.

Porto de Ushuaia

Como é o clima em Ushuaia?

Durante o inverno, a temperatura média em Ushuaia fica entre 4°/-1° graus, com sensação térmica bem abaixo disso. Neva bastante, mas apesar disso, nos explicaram que os dias são muito claros e secos. Eles são mais curtos também, escurecendo às 17 horas. Muitos turistas desembarcam nessa época em busca dos esportes invernais (esqui, snowboard, etc.) e as paisagens branquinhas.

No verão, a temperatura fica em torno de 13°/5° graus. Bem mais tranquilo! É bom ir preparado para esse frio, mas isso pode variar – Pegamos alguns dias com 15/16° graus. O vento é praticamente uma constante, por isso é importante levar roupas apropriadas para ele.

Processed with VSCO with e5 preset

Processed with VSCO with e5 preset

Vale lembrar que o tempo oscila bastante entre sol e chuva – Tivemos sorte e durante a nossa estadia, os dias foram quase sempre muito ensolarados. Outro fator característico são os dias longos – Escurece por volta de 23 horas.

Neve, só no alto das montanhas mesmo. Nessa época do ano, a proposta é totalmente diferente do inverno. As atividades passam a ser os treckings, escaladas, etc.

Achamos melhor irmos no verão para aproveitarmos os dias mais longos e as temperaturas mais amenas.

Processed with VSCO with e5 preset
Vista do nosso quarto do hotel às 23:00!

Curiosidade: Um guia nos contou que as pessoas que vivem em Ushuaia preferem o inverno ao verão. Isso porque as chuvas no verão acontecem praticamente todos os dias e atrapalham a rotina de quem mora por ali. Segundo ele, você se acostuma tranquilamente com o frio. Vai entender!

Por que as pessoas vivem no “Fim do Mundo”?

Uma coisa interessante que descobri conversando com os locais, é que eles praticamente não saem da região. A maioria nasceu e passou toda a vida por ali, enquanto alguns vieram de Buenos Aires e nunca mais partiram. É comum se deparar com várias pessoas que “migraram” para Ushuaia. Durante muitos anos, havia muita disponibilidade de empregos na cidade,  o que atraiu muita gente.

Processed with VSCO with e5 preset

Ushuaia recebeu vários incentivos do governo para povoar a região ao longo dos anos. A primeira grande ação foi a fundação de um presídio em 1902, onde só criminosos reincidentes ou de alto risco eram recebidos. Na época, quase não existia uma cidade para se morar, apenas algumas famílias.

O presídio foi um grande responsável pelo desenvolvimento da cidade. Os presos eram designados para cortar madeira, construir casas, abrir estradas e podiam até trabalhar, em casos de bom comportamento.

Toda essa história pode soar feliz, mas em 1947, quando o mundo inteiro começou a discutir os direitos humanos depois das atrocidades do Nazismo, o presídio foi fechado por condições humanitárias.

Pouquíssimo se fala sobre esse tema durante os passeios. Tive a impressão que a história do presídio como um todo é tratada como uma lembrança “boa”. Confesso que me deixou extremamente incomodada, o que me deu zero vontade de conhecer o museu da cidade que fala sobre o tema.


Ainda assim, fica a curiosidade, do que vive a cidade hoje? Atualmente, Ushuaia é uma zona franca, além de ter incentivos fiscais para indústrias, desde que a linha de manufatura seja manual. Assim, o governo garante parte da geração de emprego na região.Apesar disso, o turismo é definitivamente a principal atividade econômica de Ushuaia. A extração de petróleo e gás também são bem relevantes por ali, dado que as condições climáticas são favoráveis.

Processed with VSCO with e5 preset

Processed with VSCO with e5 preset

Processed with VSCO with e5 preset

Passamos poucos dias na Terra do Fogo, mas foram o suficiente para aprender muito sobre sua cultura, costumes, clima e vegetação. As histórias e o contato com a natureza me encantaram tanto que até trouxeram de volta uma vontade há bastante tempo escondida: Escrever por aqui.

Esse blog nasceu após uma viagem pela região e me parece até poético que ele esteja renascendo do mesmo jeito. Por isso, aguardem muitos posts sobre a Patagônia! E se tiverem dúvidas ou outras histórias para compartilhar, já sabem que eu adoro ler os comentários.

10 comentários em “Ushuaia, a capital da Terra do Fogo

  1. Muito bom o relato, gostei imenso. Ushuaia é um lugar especial. Estive duas vezes, no verão, sendo que na primeira vez houve queda da temperatura e nevou (pequenos flocos) mas o suficiente para ficar “congelado”. O passeio pelo canal de Beagle até o Farol do Fim do Mundo é fantástico. E depois, Perito Moreno, imperdível pela beleza e sentido que a geleira possui. Conhecer nossa América é muito legal. Gostei bastante do site. Parabéns. O meu abraço.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Super obrigada, Fernando! Fico mega feliz que você gostou. Fiquei curiosa para conhecer Ushuaia “congelada”, deve ter sido uma experiência legal esse verão com neve. Acho que não tenho coragem de encarar o auge do inverno para descobrir como é, haha. Também fizemos esses dois passeios, foram surreais! Imagens pra guardar pra vida inteira. Nossa América é realmente muito incrível, vale muito a pena visitar e revisitar esses lugares. Um abraço e obrigada pela visita!

      Curtir

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s