Minha Experiência com o Airbnb

Como funciona? É confiável? Como é feito o pagamento?  Vale a pena?

Quando pensamos em alugar um apartamento pelo Airbnb, todas essas dúvidas apareceram na minha cabeça. Depois de ter todas essas questões respondidas, nada mais justo contar sobre a minha primeira experiência com o Airbnb.

Para quem não conhece, o Airbnb é um site que vem mudando a percepção de várias pessoas sobre o conceito de viajar. Digo isso pois o que antes era limitado a hoteis, albergues, casas de amigos e família, hoje também tem a opção aluguel. Claro que sempre houve essa alternativa, mas ela já foi bem mais complicada do que é hoje.

O Airbnb é justamente um dos grandes responsáveis por essa mudança. O site é uma grande plataforma que conecta pessoas que querem alugar imóveis por curtos espaços de tempo com turistas do mundo inteiro. A variedade de casas, apartamentos, lofts, estúdios, etc., é impressionante. E existe cada lugar de tirar o fôlego! Além disso, há propostas que cabem em praticamente todos os orçamentos, comprovando o meu lema de que não é preciso tanto dinheiro assim para viajar por aí. 🙂 Sempre existem ótimas opções.

Fazia um tempo que eu estava “namorando” o site e criando coragem para experimentá-lo quando surgiu a oportunidade de alugarmos o apartamento da Florencia.

minha-experiencia-com-airbnbexperiencia-com-airbnbairbnb-limpeza

Alugamos o apartamento durante o carnaval em Buenos Aires. Depois de muito pesquisarmos e comparar os preços do Airbnb com hoteis, percebemos que no nosso caso valia muito mais a pena alugarmos o apartamento. A maioria dos hoteis em Buenos Aires cobra à parte pelo café da manhã, então esse não foi um fator que pesou na nossa decisão. Ok, eu também queria uma desculpa para visitar o máximo de cafés possíveis na cidade, haha!

A localização e especificações eram ótimas – o apartamento fica em Recoleta, tem uma ótima estrutura (cozinha, Wifi, ar condicionado, etc, etc.) e é do lado do metro. Precisávamos de algo mais? Pra completar, o apartamento é um amor. Muito aconchegante, dava até gosto chegar “em casa” depois de um dia exaustivo andando pela cidade.

airbnb-segurancaairbnb-pagamento

Escolhidas as datas, precisamos mandar uma mensagem aos donos do apartamento para nos apresentarmos. Pode parecer estranho, mas já parou para pensar que quem está alugando o imóvel também quer ter uma segurança sobre quem vai utilizá-lo? O locatário é tão cliente do Airbnb quanto você. Não precisa ser um texto grande, é só uma breve descrição sobre quem vai ficar hospedado, seus gostos, o motivo da viagem, o que você gostaria de conhecer.. Só tenha em mente que, de acordo com esse texto, eles podem aceitar ou não o seu pedido de aluguel.

No nosso caso, esse texto foi um ótimo indicativo sobre o que nos recomendar em Buenos Aires. A Florencia nos deu várias dicas de restaurantes, bairros interessantes e o seu marido até nos explicou todo o mapa de Buenos Aires no nosso primeiro dia na cidade. Eles foram realmente muito atenciosos conosco. Claro que nem todos os locatários do Airbnb são como a Florencia (ou Flor, como passamos a chamá-la) – não é uma obrigação dar dicas e conselhos aos turistas, mas pelos comentários e recomendações do imóvel, você consegue entender o perfil do dono.

experiencia-com-airbnb-vale-a-penaairbnb-preco

Agora a parte que mais delicada: o pagamento. Ele deve ser feito integralmente após o locatário aceitar o seu pedido de aluguel. Além da estadia, o turista deve arcar com os custos de manutenção e limpeza, que já foram descritos na página do imóvel. Juntos ao aluguel, eles somam o total da sua estadia.

O Airbnb aceita diversos meios de pagamento, eles variam de acordo com o país em que a sua conta está cadastrada. No nosso caso, nos foi oferecido pagar pelo PayPal ou cartões de créditos. Mas e se você precisar cancelar a reserva? A política de cancelamento funciona de acordo com a escolha do dono do imóvel. No nosso caso, ela era estrita, ou seja, o cancelamento não nos daria nenhum reembolso do valor pago.  É recomendado ter muita certeza na hora de reservar o imóvel, ok?

Uma curiosidade interessante sobre o pagamento do Airbnb é que mesmo o fazendo meses antes da viagem, o locatário só recebe o dinheiro do aluguel 24 horas depois do check in do turista. Isso não deixa de ser uma segurança para o cliente que quer ter certeza de que o serviço contratado é exatamente igual ao oferecido e tudo está de acordo com o combinado.

Agora a pergunta que não quer calar: é confiável? Logo após reservarmos o apartamento em Buenos Aires, um imóvel do Airbnb foi assaltado em Berlim. Não lembro ao certo se foram de fato ladrões aleatórios, mas sei que na época a polícia desconfiou dos donos do apartamento. Lógico que fiquei assustada e repensei sobre a segurança de não estar em um hotel. Pouco tempo depois, a própria empresa lançou uma nota sobre o ocorrido explicando o que aconteceu e todos os métodos de segurança que eles adotam tanto para os turistas quanto para os locatários.

experiencia-com-airbnb-pagamentoairbnb-experiencia

Sinceramente? Depois de ler vários depoimentos e essa nota, fui convencida. E fico feliz que tenha sido assim. 🙂 Minha primeira experiência com o Airbnb foi ótima e sinceramente mal posso esperar para utilizar essa plataforma novamente. Fica aqui meu grande carinho para Flor e seu marido que foram tão atenciosos comigo e com o Cris e nos deram várias dicas legais sobre Buenos Aires – além de ter um ultra bom gosto para decorar o apartamento que vou guardar com tanto amor na memória.

Experiências de viagens boas são essas que deixam esse gosto doce, né?

Se tiver sobrado alguma outra dúvida sobre o Airbnb, os comentários e o meu e-mail estão à disposição para tirá-las! 😀 Só não escrevi mais porque fiquei preocupada com o tamanho do post, haha. E se você também já usou o site, não deixa de me contar sua experiência, viu?

Fotos: Todas do Airbnb/Florencia
Ps: Meu muito obrigada ao Cris por ter me ajudado a escrever esse post! 


Anúncios

6 comentários sobre “Minha Experiência com o Airbnb

  1. Também tive ótimas experiências com o airbnb! Tanto em Buenos Aires, como em Londres… Os donos sempre muito atenciosos e a plataforma dá todo o suporte que você precisa.
    E que fofo esse apartamento! Amei ❤

    Curtir

    1. Ei Lucas, tudo bem? Estou até com vergonha de responder seu comentário tanto tempo depois, mas acabei precisando tirar uns dias off do blog! Eu acompanho o 7seasons há um tempinho e tenho bastante interesse em participar sim 🙂 Vou me inscrever no site. Fico feliz que goste do estilo do blog ❤

      Curtido por 1 pessoa

  2. Tive uma boa experiência com o AirBNB, mas também fiquei preocupada com relação aos donos, não deixei passaporte e dinheiro no lugar nem nada, além das roupas. O que é meio chato já que você vai ter que ficar preocupando com isso, ouvi poucos casos, até menos do que de hostels, acho que com o tempo isso de segurança vai melhorando.

    Adorei o blog!

    vidaemserie.com

    Curtir

  3. Eu estou namorando esse site há muito tempo. To planejando um mochilão pela América Latina e, desde que comecei, fico pulando desse site para o Worldpacker, e desse para o Couchsurfing, e de volta ao Airbnb. A quem não conhece esses outros que eu comentei aqui e também se interessam por hospedagens alternativas, sugiro fortemente que visitem, a ideia deles é ótima. Infelizmente, não tive ainda a experiência de tentar qualquer um deles, então muito vlws por esse feedback. Por último e não menos importante: amo tuas fotos, Marina ♥

    http://ilacamiblog.wordpress.com

    Curtir

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s